Quem sou eu?

Home  >>  Quem sou eu?

Por seu jeito antagônico – espontâneo e reservado, ansioso e contido – tem o hábito de observar as pessoas para identificar suas personalidades e realizar uma autoanálise pessoal. Esta autoanálise se baseia em fundamentos próprios que permitem reflexões livres, sem julgamentos e pré-conceitos.

Pelo seu jeito de ser, percebe que não existe o certo ou errado, considera que tudo depende do contexto. Por princípio, acredita que é essencial confiar nas pessoas  e evitar os julgamentos. Mas, por ser humano, tem consciência que os deslizes existem e devem ser contornados.

Pelo seu jeito de agir, nota que intriga algumas pessoas e conquista outras em instantes. Sabe que é necessário o convívio para compreende-lo e descobrir tudo que tem a oferecer. Em muitos momentos, não entendia as razões pelas quais não era compreendido de imediato. Questionou se isso seria fruto de uma falta de personalidade, mas com o passar do tempo, percebeu que esta incógnita e este mistério fazem parte dela. Um jeito peculiar de ser que é evidenciado pelos relatos, dos amigos e conhecidos, ao longo do tempo.

Pelo seu jeito peculiar, necessita de feedback para melhorar como pessoa e como profissional. Com isso, convida todos os interessados para um bate-papo em qualquer circunstância, para ouvir, compartilhar, refletir e se divertir, com ou sem hora marcada.